top of page
  • Dielly Silva Alves

Encontro discute formação de professores do ensino de arte na UDESC


 

Durante os dias 19, 20, 21 e 22 de abril, aconteceu na cidade de Florianópolis (SC), o IV Encontro do Observatório da Formação de Professores no Âmbito do Ensino de Arte, promovido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e coordenado pela Profª Drª Maria Cristina da Rosa Fonseca e Silva. O Observatório é um projeto em rede que coleta e estuda dados referentes à formação e arte na América Latina, abordando principalmente a arte nos processos políticos contemporâneos, considerando a importância das políticas públicas para a formação de professores no contexto da arte-educação.

O encontro propôs diálogos entre Brasil e Argentina, contando com a participação presencial, principalmente de professores inseridos no contexto educacional desses dois países da América Latina onde foram debatidas questões históricas e contemporâneas da arte educação, e durante esses dias aconteceram seis mesas de debates.

Essa etapa do evento contou com a participação de grandes nomes da história da arte-educação que, dentro de uma perspectiva teórica de análise, abordou temas como: Os conteúdos abordados na prática escolar; Recortes sobre as perspectivas regionais de ensino de arte no Brasil; Políticas educacionais e o ensino de arte a partir de reflexões críticas; O lugar da arte na sociedade capitalista; Desdobramentos da arte contemporânea da universidade ao ensino básico; e A arte e a formação humana estreitando o debate a partir das relações de ensino-aprendizagem.

Estudante Dielly Alves e o Profº. Dr. Uillian Oliveira (UFOB SAMAVI) durante o evento, em Abril/2023. Foto: Divulgação

O evento foi uma experiência muito rica e, dentre seus desdobramentos investigativos, surgiram 18 eixos temáticos de apresentação de resumos, nos quais pesquisadores da arte-educação explanaram seus enfoques investigativos a partir de diversos nichos da educação, a troca entre licenciandos, professores da Educação Básica e do Ensino Superior, foi mediada por alguns docentes coordenadores de eixos, dentre eles o Prof.° Dr. Uillian Trindade de Oliveira, da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), que além de coordenar dois eixos de apresentação de pesquisa (Ensino de arte e inclusão e Arte na escola), também apresentou o trabalho “A infância e a cultura visual no Oeste da Bahia: práticas e desafios do Estágio Supervisionado em um curso de licenciatura em Artes Visuais”.

E representando a categoria discente, a partir do apoio e incentivo de vários servidores da UFOB, a estudante e residente do 8° semestre Dielly Alves também apresentou a pesquisa “Estágio Supervisionado em arte-educação: o processo de ensino aprendizagem, a relação entre a cultura visual do Oeste da Bahia e o mundo das realidades”.

O evento contou ainda com o primeiro encontro nacional de artes do PIBID e Residência Pedagógica. Surgiram vários diálogos relacionados à formação docente em artes, no qual orientadores e preceptores das escolas campo e licenciandos em Artes puderam ter contato com experiências de outras regiões do país e compartilhar seus principais desafios e conquistas enquanto pesquisadores.

No último dia do encontro foi escrita uma carta ao Ministério da Educação reivindicando por políticas públicas para a educação, a revogação do Novo Ensino Médio e abordando a perspectiva do atual cenário nacional da Educação Básica enfatizando a exigência da BNCC pela polivalência no ensino de arte na educação básica, considerando que grande parte das licenciaturas são voltadas para áreas específicas, como Artes Visuais, Teatro Dança ou Música. Logo, foi solicitada com urgência uma revisão da legislação acerca da atuação docente de acordo com a sua formação específica, considerando a importância da escola ter em seu corpo docente profissionais devidamente formados nas quatro principais linguagens artísticas. Todos os participantes assinaram e esse foi um marco político muito importante do evento.

Sabe-se que nenhum profissional da educação que participa de um evento dessa magnitude consegue voltar igual para casa, as contribuições dessa participação reverberam positivamente nas práticas dos docentes, que voltam para casa com suas mentes fervilhantes em ideias e ideais para lutarem por melhores condições de trabalho e formação.

Vale destacar a grande importância da Extensão Universitária para a formação docente e, considerando a tríade ensino-pesquisa-extensão que rege a formação no Ensino Superior, é importante defender o fortalecimento dessa política pública para além da nova perspectiva de obrigatoriedade na integralização curricular, refletindo sobre a existência de possibilidades de acesso dos graduandos não somente da Universidade Federal do Oeste da Bahia, como também de todas as universidades públicas do Brasil a essas experiências.


 

Dielly Silva Alves, estudante do 8º semestre do curso de Artes Visuais da UFOB Samavi..

139 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page