top of page
  • Redação

“Reis do Sertão”: um olhar sensível sobre o reisado de Macaúbas


Fotograma do documentário produzido entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

 

Entre os dias 25 de dezembro e 6 de janeiro, ecoa em meio a sons de tambores, maracaxás e flautas, uma oração e um samba. Fruto de uma verdadeira integração comunitária, a festa de Santo Reis, no município de Macaúbas, movimenta as comunidades rurais dessa localidade do sertão baiano. Esse é o tema do documentário “Reis do Sertão – Um olhar sobre o Reis de Macaúbas”, de Pablo Sant’Ana e Josiane Barbosa, estudante de medicina da UFOB.

Produzido na sede do município e nas comunidades rurais de Algodões, Boa madeira, Açude, Lagoa do Maurício, Riacho Seco e Jobóia, o filme foi rodado entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017. É importante lembrar que, nesse período que vai do nascimento de Jesus Cristo ao Dia de Reis, acontecem várias manifestações dessa natureza na bacia do Rio São Francisco.


No fotograma, os foliões em giro pelas comunidades rurais macaubenses.

“Reis do Sertão” foi apresentado em diversos festivais na Europa através do cineclube Avanca e ganhou o prêmio de melhor documentário internacional no Festival Curtas Metragens dos Açores 2017, foi indicado ao Festival de Cinema de Avanca 2018 e ao renomado Prêmio Sophia categoria Melhor Curta-Metragem em Documentário, em 2018.

O filme traz depoimentos, cantigas populares e imagens da festa, com ilustrações que dão a leveza das coisas simples do viver e celebrar juntos. Segundo Josiane, o documentário é inédito para Macaúbas e tem como objetivo incentivar os jovens a levar “essa cultura para a posteridade e manter viva a folia de reis que alegra os sertanejos baianos”.

Ela conta que os reiseiros aprenderam o ofício com os pais e, hoje, a maioria está idosa e essa manifestação cultural está se dissipando, devido ao desinteresse da “mudernagem”. “Apesar do festejo atrair o público jovem, eles não se mostram motivados para aprender a tocar nenhum instrumento”, conta.

Os instrumentos musicais da festa de reis em Macaúbas são produzidos geralmente pelos próprios reiseiros. Os festejos rurais acontecem em regiões de difícil acesso, em meio a serras e estradas precárias. São manifestações marginalizadas, com apenas informações orais sobre as origem e costumes dessa cultura tradicional. Suspeita-se que a dança característica da festa de reis em Macaúbas tenha influências do samba de roda.



 




43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page