top of page
  • Ane Karoline Marques Ribeiro

O grito de Vitória


Foto: Ane Karoline Marques
 

Mulheres que são fortes e guerreiras

Sorriso de uma vida inteira

Que vai trabalhar, estudar,

Cuidar dos filhos e

colocar comida na mesa.

Que tem sonhos de viver

Uma nova vida sem marcas de tapas

Girou o seu mundo de sorrir e ser feliz

De ponta-cabeça

Falecendo em lágrimas

o choro do viver infeliz.

Mais uma vez,

ela se proporcionou outra chance

Na esperança de mudar o

comportamento dele,

Pendurando sua liberdade

Logo, ela que sonhava

com a colheita da igualdade.

Vitória entre outras Vitórias brasileiras,

Mulheres na esperança de mudança

Chegar e ficar

Enquanto ela, que permanecia presa

Em um relacionamento tóxico

Ninguém imaginava o quanto

essa sensata mulher sofrera

Em março, foi vítima

De humilhações e provocações,

Em maio, teve várias lesões de chutes

Por todo o seu corpo,

Em agosto, decidiu se separar,

Mas o tal esposo agressor

Vendeu a casa aonde moravam

e a expulsou.

Vitória procurou a Delegacia da Mulher

E o denunciou

Por todos os ciclos de dor

que a ela causou.

Cada relato era difícil de falar,

Vitória entre outras Vitórias brasileiras

Teve coragem e foi lá.

Com a justiça sendo feita,

Vitória entre outras Vitórias brasileiras

seguiu em frente

Trabalhando, estudando,

Cuidando dos filhos e fazendo terapias.

O novo ciclo dela veio como luz

Radiado de bênçãos e primaveras

Primeiramente, a cura das feridas

Que foram saradas e vencidas

Por segundo, a recuperação do seu amor próprio

E enalteceu ser borboleta,

Reconstruindo-se, uma nova mulher.

Vivenciado o anseio de colher

O que ela sempre quis,

Por fim,

Vitória entre outras Vitórias brasileiras

Proporcionou o legado

Na resistência,

Semeando independência,

Proveniente de resiliência

Para o encorajamento de movimentos.

Aqui ela deixou sua mensagem

Mostrando que cada mulher

Tem o grito de ser liberdade,

Lutando, por crescimento e respeito

Nessa misógina sociedade.



Sobre o poema

A construção e inspiração do poema “O grito de Vitória” se originou como uma forma de expressar todos os sentimentos vivenciados quando uma mulher é agredida na sociedade, além de representar a voz e o grito de mulheres silenciadas, desrespeitadas, abusadas e mortas. Assim, a narrativa do poema traz a personagem Vitória como exemplo de encorajamento para que outras mulheres denunciem a violência sofrida e falem sobre as dores vividas todos os dias, com o intuito de romper as amarras de um relacionamento abusivo.

 

Ane Karoline Marques Ribeiro, estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades (UFOB-Barreira).

67 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentário


Evanildo Santos Cardoso
Evanildo Santos Cardoso
21 de dez. de 2022

Belo poema de denuncia e

Curtir
Post: Blog2_Post
bottom of page