top of page
  • Dircom/UFOB

I Congresso da UFOB amplia espaço de debates sobre universidade e sociedade

PRIMEIRA EDIÇÃO DO EVENTO FOI MARCADA PELA DIVERSIDADE DE DISCUSSÕES E VALORIZAÇÃO DAS CULTURAS TRADICIONAIS


Marca da identidade visual do evento, a ilustração foi feita pelo jornalista Plínio Carlos a partir da foto de Marcel Gautherot, de 1946. A carranca foi registrada pelo francês é do barreirense mestre Afrânio, provavelmente do início do século XX.


 

Um espaço de troca de ideias que busca discutir a importância e o lugar da universidade na proposição e implementação de políticas educacionais, que assegurem o direito à educação e fortaleçam o compromisso com um projeto solidário de sociedade. Esses foram os princípios norteadores do I Congresso da UFOB, realizado entre os dias 25 e 29 de outubro de 2021.


Ao todo foram cerca de 40 horas de atividades, entre palestras, conferências, mesas de debate, intervenções artísticas e exposições, cumprindo o objetivo de promover a integração entre universidade e sociedade, pautando-se na valorização da diversidade cultural e do conhecimento científico socialmente referenciado.


O evento contou com a participação dos cinco campi com a proposta de debater a Universidade Pública: autonomia, democracia, patrimônio cultural e crítica social. Em razão da necessidade de se tomarem medidas de prevenção à proliferação do Sars-CoV-2, o evento ocorreu totalmente de forma virtual.


Para o professor Antonio Oliveira, coordenador do Congresso, foi possível ir ao encontro não apenas da missão institucional da UFOB, mas, sobretudo, dos valores que a norteiam. “Conseguimos demonstrar a importância do fortalecimento do estado democrático e social de direito e das instituições que o compõe. Com um estado forte e com instituições que gozem de independência e fomento orçamentário, conseguiremos atuar em prol dos objetivos que constituem o norte de nossa sociedade”, declarou.


"Assim como as carrancas eram utilizadas nas embarcações na tentativa de espantar os monstros, esse símbolo da cultura e da arte do São Francisco nos encoraja a enfrentar crises e tempestades e nos proteger das adversidades e ataques", reitor Jacques Antônio de Miranda

Durante a conferência de abertura do evento, o magnífico Reitor, professor Jacques Antonio de Miranda, ressaltou os diversos elementos e temas reunidos em uma tentativa de debater possibilidades, trazendo princípios importantes que orientam a existência institucional da universidade pública, e que precisam ser defendidos.


“A identidade visual do evento traz uma referência cultural importante da nossa região. A figura de proa da lendária barca Minas Gerais, a maior embarcação que já navegou o rio São Francisco, esculpida por mestre Afrânio, primeiro escultor de carrancas conhecido ainda no fim do século XIX. A imagem dessa figura zooantropomórfica nos inspira, em meio às recordações que alimentam o nosso desejo de não nos entregarmos aos projetos de desmonte da instituição. Assim como as carrancas eram utilizadas nas embarcações na tentativa de espantar os monstros, esse símbolo da cultura e da arte do São Francisco nos encoraja a enfrentar crises e tempestades e nos proteger das adversidades e ataques”, refletiu.


Com convidados de diversas instituições de ensino superior brasileiras, o I Congresso UFOB foi marcado pela diversidade de opiniões e pontos de vista sobre o papel da universidade como representante de valores democráticos que possibilitem a construção de pontes entre ciência e saberes populares, contribuindo para um modelo de sociedade mais justo e igualitário.


+

CANAL UFOB EVENTOS

- Palestra de abertura



63 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page